quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

PESSOAS ADMIRÁVEIS E SEUS TALENTOS


O número de pessoas admiráveis que conheci em toda minha vida não cabe nos dedos das mãos. É, de fato, bem grande. Eu as admiro por muitas razões diferentes, em geral por alguma característica que vejo como habilidade, ou talento, ou competência em alguma coisa. Costumo dizer aos amigos que certas pessoas podem ser chatas, porque geniais. Essas pessoas que considero geniais tem a minha permissão para serem chatas em alguns momentos de sua vida. 

Nesse time eu coloco Charles Chaplin, com seu gênio irascível, segundo consta nos autos da história do cinema. No jornalismo eu admirei, enquanto vivo estava, o Paulo Francis, um genial escritor que não tinha nenhuma humildade em suas palavras, muitos o consideravam simplesmente chato, porque não media palavras. O Nelson Piquet, automobilista e ídolo da Fórmula Um, era outro cara genial, que desbancava jornalistas que faziam perguntas idiotas e sem conteúdo. Nas pistas de corrida foi simplesmente um dos maiores de todos os tempos. Na música tem o Caetano Veloso, um cara chato para caramba, metido a besta, mas que faz músicas e letras simplesmente maravilhosas. Quando me chamam de chato, acho que sou mesmo, eu apresento minha lista de chatos geniais e me incluo nela. Exagero de minha parte, mas é uma forma de dizer, sou chato mas sou genial. 

Outros chatos geniais existem, lógico, minha memória não colabora no momento. Em minha família tenho pessoas que admiro muito por sua inteligência. Entre elas, top de lista, coloco minha esposa, Silvania, uma das mulheres mais inteligentes que já conheci. Tem uma garra e uma competência admirável. Coloco na lista também minha filha Rafaela, que cresceu longe de mim e tem uma inteligência admirável. Rodolfo, filho, pela afinidade construída com custo. Entre minha lista de amigos nas redes sociais, destaco algumas pessoas admiráveis, algumas que nem conheço mas que nossa comunicação acontece em alto nível. Entre elas:

a. José Roberto Marques pelo ideal de vida, competência e capacidade de comunicação chegando até a alma das pessoas;
b. A coragem e luta de Adriana Nogueira;
c. A inteligência difratada de Juliana Ribeiro;
d. A amorosidade de Greciene Lopes, minha amiga muito especial, de quem eu gosto muito;
e. A capacidade de doação amorosa de Ana Paula Sousa;
f. Dário Teófilo e sua demasiada sensibilidade de psicólogo engajado em questões sociais;
g. A inteligência de Denise Eler;
h. Jorge Quintão e sua competência em colocar vida em fotos onde a vida parece tão difícil;

Essas citadas fazem parte de meu dia a dia hoje. Tem muito mais, muitas são as pessoas admiráveis por diversas razões, muitos são os diferentes talentos. Posso fazer delas pessoas amigas para compartilhar histórias e aprendizados.