quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

ROJÃO

Fazia parte da estratégia de marketing da “Delírios da Ritinha”. Ao final da apresentação do punk rock quizomba da banda rojões seriam soltos ao ar, iluminando bem em cima do palco. Não deu muito certo por falta de habilidade do fogueteiro, mas no dia seguinte todos se lembravam.


terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

URUCUBACA

Com Ritinha e sua banda, não tem urucubaca, nem ziquizira, nem quizumba de arruaceiro que atrapalhe. Para dar uma variação no ritmo da banda, que toca nas periferias da musicalidade urbana, ela trouxe a batida da quizomba africana para apimentar o punk rock da Delírios da Rita.


segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

JACARÉ

“Em lagoa que tem jacaré macaco velho bebe água de canudinho”; foi o que pensou Ritinha quando a banda Delírios da Rita recebeu convite para uma performance no salão paroquial do bairro. Seria uma arapuca para cristianizar a banda? Desconfiança e canja de galinha fazem bem ao mineiro.


sábado, 17 de fevereiro de 2018

QUE FRAQUEZA!

Zé Tranqueira sabia que era fraqueza dele, mas quando ela olhava para ele daquele jeito, dava aquele sorriso só dela (e que ele pensava ser só para ele) e subia as escadas do seu muquifo, ele corria atrás cheio de si. No dia seguinte, na hora do café, ao lado do pão de queijo estavam as faturas a pagar de suas visitas ao centro de compras.


UNHA

Ritinha logo percebeu que ser performática exigia certos sacrifícios: ser guitarrista e ter unha grande, como as jovens, nem pensar; dar piti, só na hora de colocar os marmanjos da banda para ensaiar seis horas seguidas por dia. Mas era isso ou nada. A vida é cruel para as mulheres, punks ou não.

https://www.facebook.com/paulocezar.ventura/posts/2042059322477657

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

JORNAL

Tá certo, era só um jornal da cidade, de pequena circulação, mas era sua primeira aparição na imprensa. E falavam bem da banda agora com quatro membros: Ritinha guitarrista/vocalista, Zarollho baixista, Alicate baterista e Magrão percursionista. A meta era chegar ao jornal do estado em poucos meses.


quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

MELANCOLIA

- Caraca, Ritinha. Porque tamanha melancolia? Ponha um pouco mais de vigor em sua vida!
- Melancolia nada, meu. Tristeza mesmo. Minha família me manda o recado que, se eu não voltar para casa e abandonar minhas punk ideias, eles me abandonarão.
- Ótimo. Hora de crescer.